Vejo muita gente a tentar perder peso e a falhar constantemente.

Eu também falhei na altura em que tentei perder cerca de 30 quilos e só assim é que aprendi a emagrecer sustentávelmente.

Foi com essa aprendizagem que tornei-me mais forte e é por causa dela que hoje em dia consigo identificar os meus erros e os erros dos outros.

Hoje em dia basta-me fazer 3 ou 4 perguntas para saber exactamente onde se falha.

E há tanto por onde falhar…

A primeira causa é sem dúvida o compromisso.

Quando não existe um compromisso sério em perder peso não vale a pena insistir.

E por detrás desse compromisso tem que haver uma coisa chamada motivação.

O que me leva a perguntar: Qual a tua motivação para perder peso?

Só depois de saberes a resposta a essa pergunta é que faz sentido avançar.

Perder Peso. Por Onde Começar?

A jornada de perder peso pode ser muito confusa ao início.

As questões relacionadas com a alimentação, com os treinos, com a suplementação, descanso e recuperação levantam muitas dúvidas que levam as pessoas a desistir antes do tempo.

Mas deixa-me que te diga uma coisa…

Não importa muito bem por onde começar, desde que comeces!

Ainda assim, deixo-te algumas dicas básicas:

1) Alimentação

80% dos resultados surgem da tua alimentação.
Ela é mais importante que os treinos, que os suplementos e do que todos os outros segredos e dicas…

Portanto… keep it simple:

Elimina todo o açúcar da tua vida, troca os hidratos simples por complexos, bebe muita água, mantem o teu défice calorico e privilegia a proteína de qualidade.

2) Treinos

Não precisas de treinar todos os dias nem perder horas e horas no ginásio.
Troca isso tudo por exercícios HIIT – High Intensity Interval Training – um tipo de treino muito curto mas que queima mais calorias do que os tradicionais.

Só isso irá fazer com que aceleres o teu metabolismo e queimes calorias até 24 horas depois do treino.

3) Suplementação

A suplementação fará parte do teu processo mas tudo a seu tempo.

Por experiência própria, deves e podes a considerar após os pilares da tua alimentação e do exercício estarem bem assentes.

Normalmente começamos a suplementação 4 a 5 meses depois do início da jornada (excepto no que toca a multivitaminicos).

E o primeiro suplemento a tomar é normalmente a proteína whey.

O Que Faria de Diferente Se Tivesse Que Voltar a Perder Peso

Seguem as 6 coisas que faria de diferente se tivesse que voltar a perder peso à séria.

Aproveita para tirares algumas ideias e para não caíres nos mesmos erros que eu caí:

1) Criava Um Registo

Quando comecei a perder peso não registei absolutamente nada… só passado 1 ou 2 meses é que lá comecei a pesar-me com mais frequência a fazer os devidos registos.

Se começasse tudo de novo a primeira coisa que faria era então pesar-me e medir-me pelo menos de 8 em 8 dias.

Depois registava também tudo o que comesse. Isso mesmo, registaria todas as minhas refeições durante 1 semana e faria os devidos ajustes alimentares semanalmente consoante os quilos que iria perdendo.

Por fim, registava também as séries, as repetições e os exercícios que faria no ginásio.

Com tanto registo aposto que conseguia ter uma boa base para desenvolver-me mais rapidamente.

Dica: hoje em dia uso a aplicação MyFitnessPal para registar o que como e o que treino. É uma excelente solução para quem quer evoluir o mais rápido possível.

se tivesse que voltar a perder peso 2
Se fosse agora registava tudo o que consumia para mais tarde saber onde falho

2) Tinha Um Objectivo Claro

Outro erro que cometi. Não tinha em mente um objectivo claro.

Sem saber muito bem onde parar, fui perdendo… perdendo… e perdendo peso…

Ter um objectivo claro e bem definido ajuda a motivar e a ter a clareza que um dia toda a jornada irá ter um fim e a sua devida meta.

Repara na diferença: 

Objectivo Genérico e Sem Convicção:
Quero emagrecer

OU

Objectivo Especifíco e Com Convicção:
Até dia 31 de Outubro de 2019 vou ter menos 8 quilos e pesar 64 quilos

3) Dava Tempo ao Tempo

Não criava tantas expectativas e não cometia o erro de seguir um timing apertado.

O timing apertado só leva à desilusão e se fosse hoje certamente que seria mais realista.

Não é por ser Verão que devemos perder peso a 200km/h!

Se fosse agora… dava tempo ao tempo e fazias as coisas com mais calma e ponderação.

Não fazia tantas exigências como fiz e focava-me sobretudo em comer bem e saudávelmente.

4) Não Fazia Uma Restrição Alimentar Tão Grande

Se tivesse que perder novamente o peso excessivo que tinha, comia mais moderadamente e não fazia tanta restrição alimentar como fiz inicialmente.

Sobretudo no que toca a hidratos de carbono… afinal de contas eles são o motor da energia que precisamos no dia a dia.

Portanto não retires os hidratos da tua vida!

Caso o faças perderás massa magra, terás dificuldades em concentrar-te, várias dores de cabeça e até dificuldade em fazer actividades físicas.

se tivesse que voltar a perder peso 1
Se agora… não vira as costas a isto…

5) Usava Mais o Método das Porções

Um método tão simples que infelizmente só conheci 3 meses depois de começar a perder peso.

A regra é simples:

– Uma palma aberta deverá ser o equivalente ao tamanho da proteína no prato;
– Um punho fechado deverá ser o equivalente aos hidratos de carbono;
– Uma palma aberta deverá ser o tamanho da salada ou vegetais

Mas em vez de seguir esta regra, retirei por completo os hidratos da alimentação e exagerei na proteína.

Tudo errado.

6) Seguia Menos Gente…

Com tantos “influencers” e informação difundida na Internet é normal que comeces a sentir-te perdida.

Aconteceu comigo!

Seguia mais de 40 canais no YouTube e outros quantos blogs… Resultado: demasiada informação para conseguir digerir.

Sabes, há várias maneiras de perder peso e não existe apenas uma única fórmula para emagrecer.

Portanto o meu conselho é que sigas poucas pessoas e que mantenhas o mesmo rumo até obteres resultados.

 

Estas foram as minhas dicas para hoje!

Se tivesse que recomeçar tudo de novo tenho a certa que teria melhores resultados e em muito menos tempo. 

Um abraço e até à próxima.

Luís

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *