Hoje trago ao blog um dos maiores estudos – se não mesmo o maior estudo de sempre – sobre a menopausa.

Com ele aprendemos 5 coisas que ajudam a perder peso e a manter a boa forma física após os 45 anos…

E sim, é possível emagrecer antes, durante e na pós-menopausa.

Contudo é preciso reajustar alguns hábitos alimentares, investir em atividade física e controlar o teu intake calórico.

Como já explicado em artigos anteriores, a menopausa causa algumas dificuldades à perda de peso. A falta de estrogénio, por exemplo, é uma dessas dificuldades que ficou comprovada neste estudo.

(Quer isto dizer que a menopausa pode ser realmente causadora do aumento de peso!)

Se ainda não estás familiarizada com alguns destes pressupostos, aconselho-te a que primeiro dês uma vista de olhos nestes 3 artigos:

1) Como Perder Peso na Menopausa

2) Como Desinchar a Barriga na Menopausa

3) O Suplemento Para Emagrecer na Menopausa

Nos links acima abordo com profundidade as temáticas e dou todas as respostas que precisas para começar a tua perda de peso durante a menopausa… incluindo como podes contornar a falta de estrogénio no organismo.   

Mas hoje o assunto que me traz aqui é o maior estudo sobre a menopausa. Nomeadamente:

  • Que impacto terá a menopausa na vida das mulheres
  • Será a atividade física benéfica para as mulheres na menopausa
  • A menopausa difere de etnia para etnia?
  • A menopausa e os ganhos de peso (qual a correlação comprovada)
  • Os sintomas tardios (perimenopausa Vs menopausa)

Os tópicos e as respostas estas questões seguem já de seguida…

Que Estudo é Este?

Na década de 1990 houve um estudo nos Estados Unidos da América em que participaram mais de 3000 mulheres.

O objetivo era perceber a menopausa e a meia-idade, nomeadamente fazer o seguimento dos sintomas das mulheres na transição entre a pré e a menopausa.

Quando este estudo começou todas as 3000 participantes tinham entre 40 a 50 anos e estavam ainda na pré-menopausa.

E digo “quando este estudo começou” porque o estudo levou anos a ser realizado!

Apelidado de Study of Women’s Health Across the Nation – SWAN – tornou-se num dos maiores e mais duradouros ensaios sobre mulheres e a menopausa.

As participantes foram acompanhadas anualmente durante 10 anos! E nos dias de hoje ainda são contactadas a cada 2 anos para atualizações. Os resultados vão saindo nas mais diversas revistas e jornais da especialidade.

O estudo revelou coisas básicas que ocorrem durante na menopausa, como secura vaginal, fraca densidade óssea, fatores de risco cardiovascular, entre outros tópicos já conhecidos pela maior parte das mulheres.

Contudo trouxe algumas novidades e explicações…

1) Ganhos de Peso e Mudanças Hormonais

Antes deste estudo os especialistas pensavam que o temido ganho de peso ocorria simplesmente porque as mulheres estavam envelhecer… era a justificação mais plausível:

Mais Idade = Metabolismo Mais Lento = Mais Peso.

Contudo o estudo diz que alguns fatores específicos da menopausa estão na verdade associados aos ganhos de peso!

Ou seja, não é só por ter “mais idade” que uma mulher fica “mais pesada”… a menopausa é mesmo um fator que influencia os números na balança.

Neste caso estamos a falar da ausência de hormonas – estrogénio, por exemplo.

E mais:

  • Quanto mais IMC – índice de massa corporal – uma mulher tiver antes da menopausa, pior será posteriormente…
  • Quanto maior o perímetro abdominal antes da menopausa, pior será também depois…

Se ainda não chegaste à pré ou à menopausa, o meu conselho é só um:

Esforça-te agora porque nessas fases a tua perda de peso será mais complicada.

estudo menopausa
Aproveita para ter uma boa alimentação e praticar exercício ANTES de chegar a fase da menopausa

Resumo: ficou comprovado que uma mulher na menopausa tem mais dificuldade em perder peso. Não é só o fator idade que causa o excesso de peso… não é só o fator do metabolismo mais lento… não é só o fator da alimentação…

… existem fatores específicos da menopausa que levam à acumulação de gordura, especialmente na zona da barriga.

2) Exercício – Sim ou Não – Durante a Menopausa

Como já explicado: para se emagrecer não precisas de atividade física.

Precisas apenas de comer menos daquilo que gastas diariamente.

Contudo na menopausa, e com todas as suas dificuldades, é aconselhado a praticar algum tipo de atividade a fim de “forçar” o emagrecimento.

Mas para surpresas das surpresas, o estudo em causa diz que o exercício faz com que os afrontamentos pareçam piores!

80% das mulheres dizem ter afrontamentos durante a transição da menopausa… e muitas delas juram que o exercício é o gatilho dessas “ondas de calor”!

Daí o melhor é fazer algum tipo de exercício físico num curto espaço de tempo. E nesse caso um HIIT moderado pode ser a solução.

Resumo: o exercício pode ser um aliado na perda de peso durante a menopausa mas se te causa afrontamentos e aumento de temperatura exponencial, deves procurar atividades físicas de curta duração.

3) Sintomas Tardios

Como já expliquei nos outros artigos, a perimenopausa (ou pré-menopausa) é o nome dado à mudança das hormonas, ou seja, é aquele momento da vida é que a tua menstruação fica irregular.

Oficialmente entras na perimenopausa quando os teus ciclos menstruais começam a ser irregulares durante anos e anos (pode ir até aos 10  a 15 anos).

Ora uma das descobertas deste estudo é que a maioria dos sintomas que se tende a pensar como menopausa, são na verdade da perimenopausa.

Na fase tardia da perimenopausa também se verificam afrontamentos, distúrbios de humor ou insónias.

É preciso esperar alguns anos até que a tua entrada na menopausa seja “oficial”.

Com esse pensamento, muitas mulheres acabam por desistir de perder peso.

Pensam que já entraram na menopausa e que agora já não há nada a fazer… deixam andar… até que desistem por completo da sua jornada de emagrecimento.

Resumo: várias mulheres pensam que já se encontram na fase da menopausa quando ainda se encontram na perimenopausa (em fase avançada). Com esse pensamento errado acabam por desistir de perder peso. Não cometas esse erro!

4) Aumento de Peso e Depressão na Menopausa

As mulheres têm maior probabilidade de desenvolver depressão quando entram na fase avançada da perimenopausa.

Segundo o estudo em causa, isto pode acontecer porque têm vários afrontamentos – ondas de calor – durante a noite, o que não as deixa dormir e descansar.

Devemos também não esquecer que as insónias são um dos sintomas da fase avançada da perimenopausa e da própria menopausa.

Não dormir o suficiente desempenha um papel na depressão e também no excesso de peso.

estudo menopausa 2
A importância de dormir e descansar na menopausa é enorme!

Ora essa falta de descanso leva muitos vezes a má escolhas alimentares… não descansas, não dormes em condições… e no dia a seguir não consegues escolher o melhor para ti e para a tua perda de peso.

Resumo: as insónias e os afrontamentos não te deixam descansar durante a noite. Ao não dormires sentes-te cansada, aumentado assim a probabilidade de fazer piores escolhas alimentares no dia seguinte.

5) Etnias Diferentes, Resultados Diferentes

Mulheres de diferentes etnias têm experiências e resultados diferentes durante a menopausa.

O estudo em causa descobriu, por exemplo, que as mulheres afro-americanas têm maior probabilidade de apresentar uma menstruação mais intensa, enquanto que outras apresentam mais afrontamentos (hispânicas) ou problemas em dormir (porto-riquenhas).

No que toca à perda de peso, a genética de cada um pode dar (ou não) uma ajuda.

Contudo aquilo que conta na verdade é o teu tipo corporal, ou seja, o teu biótipo.

Assim temos:

Biótipo Ectomorfo

É a mulher com traços finos, cintura delgada e aparentemente magra – sem qualquer definição.

Ela tem dificuldade em ganhar forma corporal e apresenta uma baixa percentagem de gordura.

O seu metabolismo é extremamente rápido.

É o tipo de mulher que come imenso e não ganha 1 quilo que seja…

Dica: Traços finos, magros e cintura delgada indica que estamos perante uma “ectomorfa”.

Biótipo Mesomorfo

É o tipo de mulher que ganha volume muito rapidamente!

Apresenta um físico atlético com uma estrutura corporal forte e larga (ossos e articulações)

Tem o corpo “semi-definido”, robusto e denso. Neste caso, a mulher tende a ter pernas bem desenvolvidas! (checka as tuas coxas).

É a pessoa que vai ao ginásio durante um mês e vê grandes transformações.

Cuidado… o biótipo mesomorfo tem uma grande tendência para acumular grandes quantidades de gordura caso haja descuido na dieta.

Dica: as mesomorfas apresentam ombros ligeiramente mais largos que as ancas.

Biótipo Endomorfo

É a estrutura corporal com mais curvas mas também com mais dificuldade em perder peso.

É a tal mulher encorpada, com muita gordura corporal acumulada, com coxas largas e rostos redondos.

Os braços e pernas são geralmente mais curtos que a maioria; apresenta ainda cintura alta e mãos pequenas.

Dica: a mulher “endomorfa” é mais larga que as duas anteriores.

Caso queiras saber mais sobre este assunto podes ver o artigo sobre as estruturas corporais e descobrir em mais detalhe o teu biótipo.

Resumo: a tua etnia pode influenciar os sintomas da menopausa, contudo a genética e o teu biótipo pode influenciar diretamente o teu peso e estrutura corporal.

 

Espero que tenhas gostado deste artigo e que te possa ajudar de alguma maneira.

Já sabes que em breve voltei com mais conteúdo para que possas perder peso!

Um abraço,

Luís

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *